Onde está a inovação tecnológica incentivada pela Lei do Bem?

Por Júlio Piccaro, 14 de Junho de 2021

Compartilhe o conteúdo!

Recondicione seu olhar ou vai encontrar muito menos do que existe!


Muito se fala em #inovação, que pode ser entendida como “fazer algo novo”, uma ideia, um método; ou algo que é criado e que pouco se parece com padrões anteriores. Mas encontrar a base tecnológica por trás desta inovação e descrevê-la sob a luz da #LeidoBem nem sempre é evidente.

É preciso uma análise profunda para poder se chegar à conclusão sobre uma inovação no âmbito tecnológico, o que requer o recondicionamento do olhar para poder saber onde isto pode ter acontecido. Existem técnicas e metodologias apropriadas para poder entender o que de fato é uma incorporação tecnológica e não simplesmente aquela “engenharia de rotina”, que no jargão popular seria “fazer mais do mesmo” ou o famoso “fazer com o pé nas costas”.

Mergulhar nas questões que tiraram nosso sono e possibilitaram que algo novo e tecnologicamente modificado tenha sido idealizado requer esforço sistemático para deixarmos de analisar apenas o resultado. É preciso disciplina e acompanhamento contínuo para percorrer os caminhos das incertezas e entender o que não era possível ser “corriqueiro”, olhar o que a maioria das pessoas não vê. O mais interessante é que isso não ocorre apenas em soluções complexas, existe P&D incentivado também em situações, nas quais o resultado pode parecer simples.

Recondicionar o olhar para inovação significa também colocar a sua empresa em um seleto grupo que aproveita todo o potencial de incentivos da Lei do Bem, com o máximo de segurança (accountability) e combinação com outros mecanismos de fomento. 

Na Pieracciani fazemos isso diariamente, formando agentes de inovação e gerando resultado a curto, médio e longo prazo para nossos clientes.

Mais de 150 empresas já confiaram em nós para o trabalho com a Lei do Bem. Contamos com um Time de especialistas que há 26 apoia empresas a aumentarem os seus esforços de P&D por meio dos mecanismos de fomento à inovação.

Júlio Piccaro

Júlio Piccaro

Sócio-Diretor

Formado em Engenharia Mecânica, atuou como gerente, assessor de diretoria e consultor junto aos segmentos metalúrgico, automobilístico, alimentos e bebidas, saúde e prestação de serviços. Desenvolveu grande habilidade em trabalhos de gestão da inovação, reestruturação organizacional, reengenharia de processos, gestão industrial e implantação de sistemas de gestão.

conteÚdos relacionados

Tradicionalmente, o modelo de inovação adotado pelas grandes corporações do século XX era um modelo de inovação fechada

Saiba mais
Características da Inovação Fechada e da Inovação Aberta

A Jornada do Usuário é uma representação sintética que descreve passo a passo como um usuário interage com um serviço.

Saiba mais
Jornada do Usuário: uma forma de entender e melhorar as interações

Para muitos, essa pergunta causou um leve desconforto e uma certa agitação. Arrisco dizer que são sintomas de uma estratégia talve

Saiba mais
Qual é o propósito que você está atendendo: o seu, da sua empresa ou do cliente?

O livro trata da sociedade e do poder de liderança sob a perspectiva da existência de “tribos”.

Saiba mais
Livro “Tribos: Nós Precisamos que Vocês Nos Liderem”

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Conheça nossa Política de Segurança.