Técnicas do Vale do Silício: Conheça algumas das maiores estratégias de inovação do mundo

Em 23 de Abril de 2021

Compartilhe o conteúdo!

O Vale do Silício é o polo das principais empresas de tecnologia e inovação do mundo. O seu sucesso se deve principalmente por ser o berço de empresas como a HP, Apple, Google, Uber, Netflix etc.

Com base nisso, não há lugar melhor no mundo para se aprender sobre estratégias para inovação. Mas, não podemos esquecer que o sucesso destas grandes empresas se deve ao fator “pessoas”.

Sim, pois as empresas são feitas de pessoas, são elas que trazem as grandes ideias e, principalmente, as fazem acontecer. Por isso, a importância da cultura da inovação dentro de uma organização.

Vale do Silício: Um pouco sobre

Mas, por que “Vale do Silício”? O primeiro é devido à geografia do lugar mesmo, é realmente um vale. E silício, foi uma forma de homenagear o elemento químico que é encontrado com abundância na região e que é matéria-prima para produção de circuitos e chips eletrônicos.

A fama da região começou exatamente pela abundância do silício naquele local, onde muitas empresas de semicondutores se instalaram e movimentaram a economia, transformando em um centro de empresas de tecnologia.

E as empresas que ali se instalaram, viram a necessidade de adotar a inovação em todos os aspectos do negócio, não só nos produtos, mas em serviços, em processos internos, marketing etc.

E é nesse aspecto que elas se diferenciam, não só pelos fabulosos equipamentos que projetam, ou pelos serviços que se tornaram essenciais em nossas vidas, mas pelas metodologias que as levaram a isso.

As técnicas do Vale do Silício que valem a pena aprender

Agora que conhecemos um pouco sobre o Vale do Silício, vamos tratar especificamente das técnicas de inovação que podem ajudar a sua empresa a inovar mais e melhor. São elas:

  1. OKR (Objetivos e resultados-chave, em português) – Metodologia utilizada pelo Google para direcionar o trabalho de equipes. Os Objetivos (o que deve ser feito) e os resultados-chave (como deve ser feito).

    Para isso, os colaboradores devem conhecer suas próprias metas e dos outros (transparência), alinhar as expectativas da empresa as dos colaboradores (resultados diretos), simplicidade, agilidade, entre outros.

  2. Sprint – Também utilizada no Google, esta metodologia virou até livro. A metodologia consiste em testar projetos em apenas cinco dias, começando de uma ideia para um protótipo, evitando gastos desnecessários em projetos que podem fracassar.
  3. Gamestorming – É um jogo no ambiente de trabalho que melhora muito a produtividade de várias empresas. São geralmente interligados a tarefas dinâmicas e criativas, mas, com regras, igual a um jogo mesmo.

    Aliás, o conceito de unir jogos a tarefas do cotidiano, está se espalhando e não só no meio empresarial, mas, até no meio educacional. Muitas escolas estão adotando a Gamificação como método de aprendizado.

Conclusão

Enfim, existem muitas metodologias que podem ser mencionadas e que são utilizadas para auxiliar no processo de criatividade e de inovação, no entanto, o nosso artigo se estenderia bastante e não seria o suficiente para descrevê-las.

O ideal é que as pessoas que se interessam pelo assunto, estudem mais a fundo, leiam sobre as metodologias existentes, façam cursos e, principalmente, procurem colocá-las em prática.

As práticas do Vale do Silício só dão certo, porque existe uma cultura por trás disso, uma delas é sobre não ter medo de errar. O medo de errar pode ser um verdadeiro bloqueador de ideias, então, arrisque-se.

Então, gostou das técnicas do Vale do Silício? Se sim, você não pare por aí, certo? Portanto, venha conhecer mais sobre essas e outras metodologias para inovação na sua empresa com a Pieracciani

conteÚdos relacionados

Tradicionalmente, o modelo de inovação adotado pelas grandes corporações do século XX era um modelo de inovação fechada

Saiba mais
Características da Inovação Fechada e da Inovação Aberta

A Jornada do Usuário é uma representação sintética que descreve passo a passo como um usuário interage com um serviço.

Saiba mais
Jornada do Usuário: uma forma de entender e melhorar as interações

Para muitos, essa pergunta causou um leve desconforto e uma certa agitação. Arrisco dizer que são sintomas de uma estratégia talve

Saiba mais
Qual é o propósito que você está atendendo: o seu, da sua empresa ou do cliente?

O livro trata da sociedade e do poder de liderança sob a perspectiva da existência de “tribos”.

Saiba mais
Livro “Tribos: Nós Precisamos que Vocês Nos Liderem”

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Conheça nossa Política de Segurança.