Tecnologia e inovação no tratamento de resíduos sólidos

Em 30 de Março de 2021

Compartilhe o conteúdo!

O tratamento de resíduos sólidos ainda é um grande desafio para a humanidade. A realidade é que existe uma grande deficiência na coleta e na destinação correta do lixo, resultando no alto índice de poluição no planeta.

E qual a resposta para o problema do lixo? É preciso que se invista em tecnologia e inovação, embora muito já se tenha feito com relação ao tratamento correto de resíduos sólidos, mas muito ainda se pode fazer.

Neste artigo, apresentaremos as principais tecnologias que estão presentes no mundo e a importância do investimento neste setor para o futuro da gestão de resíduos sólidos.

Quais as principais tecnologias no tratamento de resíduos sólidos?

Vivemos em uma situação alarmante, pois existe um cenário caótico de poluição no mundo e muito se deve ao destino incorreto de resíduos sólidos, além de outras formas de poluição também.

Conheça as principais tecnologias no tratamento de resíduos sólidos:

  • Coletas de lixo subterrâneas e vácuo

Em Barcelona, na Espanha, existe um sistema de coleta de resíduos sólidos que é diferente de tudo que imaginamos. Esqueça aquela tradicional coleta de lixo feita por caminhões nas lixeiras em frente às residências.

A coleta é realizada por meio de uma coleta pneumática de resíduos sólidos que suga os sacos de lixo por meio de tubulações subterrâneas, direcionando o lixo diretamente para as centrais de coleta.

  • Automatização dos veículos de coleta

Os veículos de coleta estão cada vez mais modernizados, é o caso dos caminhões compactadores de carga lateral mecanizada. Eles possuem um braço mecânico que descarrega o lixo dos contêineres de forma automática, não sendo necessário um operador.

Em alguns modelos, o caminhão funciona de forma totalmente automática, pois não é necessário sequer um motorista para guiá-lo. A tecnologia funciona por meio de sensores que monitoram a região e que dirigem o caminhão de forma automática, realizando a coleta em todos os pontos.

  • Reciclagem mecânica

Em São Paulo existem duas unidades mecanizadas para separar os recicláveis. Após a coleta por meio de caminhões compactadores, o material é despejado dentro de uma peneira gigantesca que o separa pelo seu tamanho.

Depois da separação do material, privilegiando apenas os materiais que podem ser reciclados, são reaproveitados, ou seja, são devolvidos para grandes empresas que utilizam na fabricação de novos produtos.

  • Energia de Resíduos

Resíduos orgânicos podem ser transformados em recursos energéticos. A energia obtida por meio de técnicas de recuperação energética, pode abastecer regiões com consumo considerável de energia.

Tratamentos de gaseificação, coprocessamento, incineração e autoclave, todos eles obtêm a energia por meio do calor dos resíduos, utilizando-os como combustível que gera a energia elétrica.

Além disso, a decomposição dos resíduos orgânicos, sem oxigênio, produz biogás, um gás que possui um alto potencial energético que pode ser aproveitado em usinas termoelétricas.

Preparados para o futuro?

A Pieracciani foi escolhida como a consultoria para conduzir um importante estudo para a ABIPLAST e ABDI em busca de soluções para a gestão de resíduos sólidos, sendo esta uma grande honra, pois sabemos da sua grande significância. 

Afinal, quanto melhor soubermos lidar com o nosso lixo, mais limpo será o ambiente que vivemos, nossos solos, nossos rios ou tornando nosso ar mais limpo para respirarmos.

Sabemos que investir em tecnologia e na inovação no tratamento de resíduos sólidos é algo inestimável para o nosso futuro. Quer saber como a Pieracciani pode ajudar sua empresa a alcançar o futuro que sonhamos? Entre em contato com nossos especialistas.

Conclusão

São inúmeras as soluções que vêm se tornando cada vez mais acessíveis no mundo. Portanto, aliar a tecnologia à modernização é o caminho mais acertado para o tratamento de resíduos sólidos, promovendo melhorias na qualidade de vida.

conteÚdos relacionados

Você tem um projeto complexo e pouco tempo para fazer? Talvez agora seja o momento perfeito para se fazer um Sprint.

Saiba mais
Design Sprint: Saiba como acelerar o desenvolvimento de um projeto

A Lei de Informática (Lei Nº 8.248/1991) é um instrumento fornecido pelo Governo Federal do Brasil

Saiba mais
Lei de Informática: Conheça os incentivos fiscais para empresas do setor da tecnologia da informação e comunicação

UX vale à pena? Leia o artigo de nossos especialistas e aprenda a calcular o retorno sobre o valor investido em UX.

Saiba mais
ROI em UX

Você sabia que existem 4 estágios para que uma Startup se desenvolva?

Saiba mais
Conheça os estágios de uma Startup e qual o seu papel na inovação

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Conheça nossa Política de Segurança.