Outubro Rosa : entenda o que é e porque é tão importante

Por Pieracciani, 15 de Outubro de 2019

Compartilhe o conteúdo!

Outubro Rosa  : entenda o que é e porque é tão importante


Hoje o Time Pieracciani promoveu uma palestra para falar sobre o Outubro Rosa, campanha anual realizada internacionalmente que promove palestras e eventos para conscientizar e alertar sobre o tratamento e prevenção do câncer de mamas. Os esforços também têm como objetivo a disseminação de dados referentes a prevenção, cuidados e direitos relacionados ao atendimento médico e suporte emocional, que no Brasil é garantido por lei.


O câncer de mama é o mais comum mundialmente entre as mulheres, e no Brasil ocupa a segunda posição, representando 25% do total de casos identificados anualmente, segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). O câncer de mama acomete principalmente mulheres a partir dos 50 anos, mas pode atingir mulheres a partir dos 20 anos (até 10% dos casos registrados) que, normalmente, já possuem histórico da doença na família. Homens também podem ser atingidos pela doença, porém os casos são bem raros e no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, representam apenas 1% do total de ocorrências.


Atualmente a maior barreira para o combate e tratamento do câncer é o fato do diagnóstico ser realizado de maneira tardia. Segundo o documento intitulado como: “Avaliação ética do rastreamento de câncer de mama no Brasil para se fazer frente às estatísticas negativas”, assinado por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) e FMUSP (Faculdades Metropolitanas Unidas), 70% dos casos nacionais são diagnósticos quando já estão nos estágios 3 e 4 da doença. Isso é, quando a doença já está se espalhando em demais partes do corpo.

Diagnóstico e tratamento

Segundo Ministério da Saúde, os principais sintomas da doença são:

  • Inchaço e pele com aparência ressecada, semelhante à casca de laranja;
  • retração do tecido mamário;
  • dor;
  • hiperemia - congestão sanguínea;
  • descamação ou ulceração do mamilo;
  • secreção papilar, especialmente quando é unilateral e espontânea.

A instituição também afirma que o diagnóstico é feito a partir do exame clínico da mamas e análise de imagem como: mamografia, ultrassonografia ou ressonância magnética. “ A confirmação diagnóstica só é feita, porém, por meio da biópsia, técnica que consiste na retirada de um fragmento do nódulo ou da lesão suspeita por meio de punções (extração por agulha) ou de uma pequena cirurgia. O material retirado é analisado pelo patologista para a definição do diagnóstico”, explica o documento disponibilizado publicamente pelo órgão, disponível para consulta aqui. Já o tratamento da doença é específico e muda caso a caso, quanto mais cedo identificada a doença maiores a chances de cura.

Prevenção 

O principal cuidado a ser tomado é a atenção com a saúde, segundo levantamento do INCA, o número de casos é 24% maior em fumantes, caminhadas de 1h30 a 2h30 por dia reduzem em 18% a chance de desenvolver a doença, manter uma dieta saudável minimiza em 20% dos riscos e o controle do peso diminui 7% do risco de adquirir o câncer de mama. Além disso é importante estar atento aos sintomas e não abrir mão do acompanhamento médico.

 

Pieracciani

Pieracciani

Um Time multidisciplinar preparado para pesquisar, conceber soluções e agir de forma inovadora.

conteÚdos relacionados

Novo livro de Valter Pieracciani fala sobre

Saiba mais
Valter Pieracciani lança seu 4º livro

Começa hoje o Novembro Azul, mês dedicado à conscientização e tratamento do câncer de próstata

Saiba mais
Novembro Azul: entenda porque é tão importante estar atento ao câncer de próstata

A cerimônia acontecerá sexta-feira no Fórum AB Diversidade no Setor Automotivo

Saiba mais
Pieracciani assina cumprimento dos Princípios de Empoderamento das Mulheres

Por Sofia Campos, coordenadora de Engenharia da Manutenção na MRS Logística - Membra do Núcleo dos Inovadores 

Saiba mais
Não é preciso olhar para as estrelas